crossorigin="anonymous">
 
Anuncie Aqui 2.png
  • Info Serrinha

Arcebispo de Aparecida crítica política de armas: "pátria amada não pode ser pátria armada"

Declaração foi dada durante Missa realizada nesta terça em Aparecida-SP.

Nesta terça, além do Dia das Crianças, também foi celebrado o Dia de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil. Diversas missas foram realizadas em todo país, mas em Aparecida-SP, onde milhares de pessoas visitam nesta época do ano, o arcebispo da cidade, Dom Orlando Brandes, fez um discurso firme, afirmando que armas não representam uma pátria amada, em alusão aos discursos do presidente Jair Bolsonaro, que defende o armamento entre as pessoas.


"Para ser pátria amada, não pode ser pátria armada. Para ser pátria amada, que seja uma pátria sem ódio. Para ser pátria amada, uma República sem mentiras e sem fake news. Pátria amada sem corrupção. E pátria amada com fraternidade", disse o Arcebispo.


O presidente Jair Bolsonaro esteve presente em Aparecida, e foi recebido com um misto de vaias e aplausos.

Anuncie Aqui 2.png