crossorigin="anonymous">
 
Anuncie Aqui 2.png
  • Info Serrinha

Polícia Federal e Sérgio Moro trocam acusações sobre combate à corrupção

Ex-juiz afirmou que a PF não prendeu ninguém por corrupção; Órgão federal rebate com nota.


A Polícia Federal e o ex-juiz e pré-candidato à presidência da República pelo Podemos, Sérgio Moro, travaram uma "batalha" nos holofotes da mídia.


Recentemente o ex-juiz concedeu entrevista à Rádio Jovem Pan, e teria feito ataques à Polícia Federal, que através de Nota comentou sobre o assunto, afirmando que Sérgio Moro mente quando afirma que o órgão não prende ninguém por conta da corrupção, e que a PF foi usada pelo presidente Jair Bolsonaro para acabar com a operação Lava Jato, no qual ele voltou a afirmar que houve interferência nas investigações por parte do Chefe do Poder Executivo.


"Em entrevista na segunda-feira (14/02) à Jovem Pan, o ex-ministro Sergio Moro fez descabidos ataques à Polícia Federal. A bem da verdade, consideramos importante esclarecer: Moro mente quando diz que ‘hoje não tem ninguém no Brasil sendo investigado e preso por grande corrupção’. A Polícia Federal efetuou mais de mil prisões, apenas por crimes de corrupção, nos últimos três anos”, disse a PF.


“A Polícia Federal efetuou mais de mil prisões, apenas por crimes de corrupção, nos últimos três anos. Neste mesmo período, a PF realizou 1.728 operações contra esse tipo de crime. Somente em 2020, foram deflagradas 654 ações — maior índice dos últimos quatro anos", diz trecho da nota.


Ainda na nota, a PF afirma que o ex-juiz confunde as suas funções, e que o mesmo desperdiçou a oportunidade de participar de importantes debates que seriam do interesse da Polícia e dos seus servidores.


"O ex-juiz confunde, de forma deliberada, as funções da PF. O papel da corporação não é produzir espetáculos. O dever da Polícia é conduzir investigações, desconectadas de interesses político-partidários.


Moro desconhece a Polícia Federal e negou conhecê-la quando teve a chance. Enquanto Ministro da Justiça não participou dos principais debates que envolviam assuntos de interesse da PF e de seus servidores.


Com o intuito de preservar a imagem de umas das mais respeitadas e confiáveis instituições brasileiras, a Polícia Federal repudia a afirmação feita pelo pré-candidato Moro de que a corporação não tem autonomia".

Anuncie Aqui 2.png