crossorigin="anonymous">
 
Anuncie Aqui 2.png
  • Thiego Souza

Edylene x Osni: polarização em Serrinha também vai para o campo das redes sociais

Principais nomes de Serrinha disputando uma vaga na Assembleia Legislativa da Bahia também buscam fortalecer suas redes sociais.


Serrinha já vive um clima de eleição. Mesmo faltando pouco mais de seis meses para os eleitores irem às urnas escolherem seus representantes que irão defender o Estado da Bahia nos próximos quatro anos, as rodas de debate e de conversas já apontam nomes que devem despontar como os principais postulantes a uma cadeira na Assembleia Legislativa da Bahia.


O município conta com vários pré-candidatos a Deputado Estadual, mas dois despontam nas rodas de conversa, voltando à polarização que ocorreu na eleição para prefeito em 2020: o atual deputado Osni Cardoso, e a vereadora e presidente da União dos Vereadores da Bahia (UVB), Edylene Ferreira, que entra na eleição sendo apoiada pelo atual prefeito Adriano Lima.


Diante de tantas conversas e debates, a empresa Lab Caos, a pedido do Info Serrinha, fez um levantamento dos dois pré-candidatos nas redes sociais, mostrando um pequeno cenário de como andam as interações com o público.


Osni Cardoso tem um trabalho mais atuante no Instagram e no Facebook, e isso se mostra nos números. No Instagram, mesmo com número de seguidores bem próximos (Osni 25,2 mil x Edylene 24 mil), a taxa de engajamento (número de curtidas, respostas e comentários) de Osni é de 2%, e de Edylene é de 0,7%. O deputado também ganha no volume de interações: 32 mil x 18 mil.


Já no Facebook o deputado também se destaca, estando a frente em todos os quesitos. Em interações são 7 mil para Osni contra 2,5 mil de Edylene, e em seguidores (número de fãs) Osni está com 43 mil e Edylene 9 mil.


Nas eleições de 2018, Osni e Edylene também travaram um duelo por votos, e o o petista obteve mais votos dentro de Serrinha, 12.066 x 5.748.


Autor da pesquisa, o jornalista e mestre em Comunicação pela UFBA, Yuri Almeida comenta sobre esses números e afirma que tão importante quanto ter seguidores é gerar debates sobre temas, aumentando assim o engajamento, que pode ter reflexo na hora do voto. "Analisar as estratégias digitais dos pré-candidatos é fundamental para compreender a popularidade e engajamento deles nas redes sociais. A popularidade pode ser entendida pela quantidade de seguidores de cada um na internet. Porém, mais importante é avaliar a capacidade de cada candidato em gerar conversas com os seguidores, ou seja: a taxa de engajamento".


O LabCaos é um hub especializado em ciência de dados, inteligência e monitoramento de mídias sociais, centro de estudos pesquisa e análise de dados.






Anuncie Aqui 2.png