crossorigin="anonymous">
 
Anuncie Aqui 2.png
  • Thiego Souza

Em tempos de pandemia, Psicologia tem ajudado no combate à problemas mentais

Trabalho dos profissionais da área mental tem sido fundamental no combate à ansiedade, medo, insegurança e incertezas.



Nesta sexta, 27 de agosto, é celebrado o Dia do Psicólogo. Em tempos de pandemia, com mudanças de hábitos, com distanciamento social e diversas restrições, muitas pessoas passaram ou vêm passando por dificuldades em aceitar as novas condições, sofrendo com problemas que afetam o seu dia a dia.


Diante de tantas situações alarmantes, o trabalho da Psicologia tornou-se ainda mais fundamental no combate a questões de cunho mental, pois a não aceitação do "novo normal" faz com muitos passem a sofrer com ansiedade, medo e insegurança.


Em conversa com o Info Serrinha, o psicólogo clínico Cleverton Carvalho analisou o atual momento e afirmou que o medo do novo faz com que as dúvidas surjam no cotidiano das pessoas. "Esse é um tema novo, e algo que mudou a vida de muitas pessoas. Muitos passaram a conhecer a pandemia quando vieram as restrições, quando vieram os modelos de biossegurança, quando passaram a entender quais as reais necessidades dela. O novo sempre vai trazer essa incerteza, a pessoa pode ficar angustiada, ter medo, então podem acontecer essas alterações".


Para o psicólogo, a mudança nos hábitos e na rotina podem ser um dos grandes responsáveis por uma série de problemas mentais que muitas pessoas passaram a desenvolver. "Essa rotina que existia nas pessoas ela é fragmentada de maneira abrupta, e ela aconteceu de uma forma mais profunda. Com essa mudança, junto às novas adaptações vieram as incertezas, e junto com elas vieram a questão financeira, o desemprego. Há também uma mudança social, uma mudança na saúde pública, então essa mudança foi uma incerteza coletiva, e automaticamente as pessoas podem desenvolver uma crise de ansiedade, e outras comorbidades".


As mudanças também atingiram os profissionais da Psicologia, que precisaram se adaptar a nova realidade e aos novos modelos de atuação. "Com essas mudanças de hábitos a Psicologia tem uma papel fundamental nesse contexto, inicialmente nos órgãos de saúde, na Assistência Social. Foi desenvolvido um modelo pelos órgãos da Psicologia de como seria a atuação dos profissionais durante a pandemia. A gente trata sobre a pandemia o tempo inteiro. Inicialmente a gente precisou se adaptar porque essa mudança abrupta foi para todos, e automaticamente também precisamos mudar a nova rotina no trabalho".


Para evitar problemas de cunho mental, e conter a ansiedade, o psicólogo clínico listou algumas orientações para que as pessoas possam seguir e buscar aceitar o "novo normal.


- Existem situações que não estão sob o controle das pessoas. Separe o que está sob seu controle, e o que não está não se culpe, pois o que não é seu não tem como você ter controle. Você não tem como controlar a pandemia, mas você tem como diminuir a contaminação fazendo uso das prevenções como o uso da máscara, utilização do álcool em gel, distanciamento social e higienização das mãos;


- Estabeleça uma nova rotina. Você pode fazer de acordo com sua atividade;


- Evite o excesso de informações porque elas ajudam na propagação de grande parte das fake news. A gente está hoje com as variantes, estamos ainda com a vacinação dos adultos, e esse excesso de informações atrapalha o combate à pandemia, e busque informações seguras e confiáveis;


- Procure um profissional. Pessoas que passaram a desenvolver alguns problemas, que de alguma forma ainda não voltaram a sua normalidade, há necessidade da escuta psicológica, então é importante a procura de um Psicólogo para que ela entenda o problema, se foi desenvolvido um transtorno mental, uma crise de ansiedade, ataques de panico, oscilação de humor, então nesse caso procure um profissional habilitado para que ela possa te ajudar e vai te auxiliar em todo esse momento.

Anuncie Aqui 2.png