crossorigin="anonymous">
 
Anuncie Aqui 2.png
  • Info Serrinha

Embasa detalha obras em Serrinha e afirma que objetivo é melhorar o abastecimento de água

Empresa foi criticada por vereadores durante sessão realizada na última quinta.



Após ser alvo de críticas de alguns vereadores de Serrinha, e ser questionada quanto aos serviços e transtornos ocasionados em diversas ruas do município, a Embasa detalhou os trabalhos que vem desenvolvendo no intuito de melhorar o sistema de abastecimento de água.


De acordo com Vinícius Araújo, gerente de operação de água da Embasa, os serviços irão ajudar a melhorar a distribuição em Serrinha. "Com a reestruturação do sistema de abastecimento, o objetivo principal é equalizar as vazões, melhorar a distribuição da água e evitar as intermitências no fornecimento".


Para o gerente da EL de Serrinha, Victor Ramos, haverá uma considerável melhora na distribuição de água. "Com a ampliação e a reestruturação das redes distribuidoras, vamos conseguir melhorar o abastecimento na cidade, aumentando a oferta para os moradores, levando melhoria considerável para a população”.



Segundo a Embasa, as intervenções tem como objetivos a construção de um centro de reservação, três novos reservatórios, duas estações elevatórias, mais 26 quilômetros de redes distribuidoras, além de estruturas de controle de vazão e volume.


Já foram concluídos dois reservatórios apoiados, sendo um na Serra, com capacidade para armazenar 500m³ e que vai compor, junto com outros dois já existentes, o Centro de Reservação de Serrinha; e outro na Santa, com capacidade de reservar 200 m³.


A construção do terceiro reservatório, que está na fase inicial, armazenará 100 m³ de água e vai abastecer bairros como a Cidade Nova, ​Novo Horizonte, Cruzeiro, Urbis e o Caseb, além da zona rural de ​Alto da Bandeira, Sítio Baixa D´água, Entrude, Alto de Fora e Alto dos Coqueiros.


Nos bairros da Cidade Nova, Cruzeiro, Vista Alegre, Novo Horizonte e Caseb foram implantadas cerca de 15km de redes adutoras e distribuidoras.


Sobre a questão dos "buracos" abertos em Serrinha, a Embasa informa que "Para a instalação de redes distribuidoras, é necessário escavar e abrir valas em ruas e avenidas, provocando transtornos temporários e danos em trechos de via pública que serão recuperados ao final de cada intervenção. A recuperação de alguns trechos já concluídos já está em andamento".



Anuncie Aqui 2.png