crossorigin="anonymous">
 
Anuncie Aqui 2.png
  • Info Serrinha

Homem que matou companheira grávida em Serrinha é condenado a mais de 43 anos de prisão

Na época o homem chegou a participar de buscas pela jovem, porém confessou o crime dias depois.


Depois de mais de 12 horas de julgamento, o júri popular realizado em Serrinha decidiu pela prisão em regime fechado de Adilson Prado Júnior, que em 2017 matou com um tiro na nuca a jovem Dayane Reis, que estava grávida de nove meses.


O resultado do julgamento saiu no final da noite, e o rapaz foi condenado a 43 anos e 10 meses em regime fechado.


Meses depois foi comprovado após exames de DNA que a bebê que teria o nome de Maria Clara, seria sua filha.


O homem levou a jovem para uma serra e a atingiu com um tiro na nuca. O rapaz chegou a participar de buscas por Dayane, porém dois dias depois se entregou e confessou o crime.


A Defesa pretende recorrer da decisão.


Anuncie Aqui 2.png