crossorigin="anonymous">
 
Anuncie Aqui 2.png
  • Thiego Souza

Profissionais do SAMU realizam ação de conscientização contra trotes em Serrinha

No primeiro ano de funcionamento a central de atendimento do SAMU regional Serrinha recebeu mais de 6 mil trotes.



O Samu Regional Serrinha realizou na manhã desta quinta, 9, uma panfletagem mostrando às pessoas a importância da conscientização quanto a não realização dos trotes, que prejudica o serviço e pode comprometer um atendimento real.


Em entrevista ao Info Serrinha e à Rádio Continental AM, o coordenador geral do SAMU, Adriano Magalhães, comentou sobre a ação realizada na praça Luiz Nogueira e voltou a lamentar a grande quantidade de trotes no primeiro ano de funcionamento do serviço na regional Serrinha.


"É uma ação educativa e hoje a equipe veio para panfletar com o intuito se sensibilizar as pessoas acerca do prejuízo que o trote traz para todos nós, então é uma preocupação da gestão do serviço, e em um ano do serviço tivemos 12 mil chamados junto a nossa central de regulação, e desse número 50% foi oriundo de trote, e não são trotes apenas do município de Serrinha, até por se tratar de um serviço que tem carater regional".


A falsa comunicação ou contravenção, conhecida popularmente como trote, é crime e, quando identificado, o autor é enquadrado no artigo nº 340 do Código Penal. "O ator, quando ele se propõe a fazer um trote ele tem que ter a consciência que está infringindo um código penal e pode pegar de 1 a 6 meses de detenção, e até pagar multa".


No primeiro ano de funcionamento da SAMU, das mais de 12 mil ligações recebidas, mais de 6 mil se configuraram como trotes (relembre aqui).

Anuncie Aqui 2.png