crossorigin="anonymous">
 
Anuncie Aqui 2.png
  • Thiego Souza

Vereador Reginho analisa projeto da taxa de coleta de lixo em Serrinha: "vai gerar emprego"

Segundo o vereador, com o fim do lixão e construção da estação de tratamento, empregos serão gerados no município.


Líder da situação, Reginho de Vila de Fátima (PP) analisou a aprovação do Projeto de Lei 016/2021, que irá instituir a taxa de coleta de lixo em Serrinha. Em entrevista ao Info Serrinha, o vereador afirmou que os moradores cadastrados em programas de tarifas sociais só irão pagar a taxa caso ultrapassem o limite estabelecido pelo projeto.


"É um projeto Federal que todos os municípios brasileiros tem que se adequar. Os moradores de classe baixa, os que estão no Cad Único, Bolsa Família e Minha Casa Minha Vida estão isentos utilizando até 10 m³ de água, e ultrapassando esse limite ela vai pagar uma taxa de R$ 6,90, e no mês seguinte, voltando para o nível de água, ela não paga a taxa".


Segundo Reginho, a população mais carente será beneficiada. "O projeto não veio para só arrecadar, mas para beneficiar pessoas de classe média e classe baixa".


Para Reginho, a implantação da cobrança irá ajudar a gerar emprego no município por conta da estação de tratamento do lixo. "Acredito que o município fez o que tinha que ser feito que era se adequar para não perder receita. Com isso vamos ter o tratamento do lixo, o lixão vai acabar, vai ter uma empresa aqui em Serrinha que vai cuidar disso, e isso vai gerar emprego e renda".


Ao ser instituída, a taxa também será uma forma de reeducar as pessoas quanto ao uso racional da água. "É uma forma de cuidar do meio ambiente porque se as pessoas se educam e utilizam a água de forma racional, então elas contribuem para evitar problemas para gerações futuras".


Anuncie Aqui 2.png