crossorigin="anonymous">
 
Anuncie Aqui 2.png
  • Thiego Souza

Vereadora Deca critica fala de professor que pedia retirada da Bíblia da Câmara de Serrinha

Fala sobre elementos cristãos foi feita durante Audiência Pública na última quarta na Câmara de Vereadores.


Uma verdadeira polêmica foi lançada na última quarta, 17, após um discurso feito durante Audiência Pública que debateu o Racismo e o Novembro Negro, realizada na Câmara de Vereadores de Serrinha.


Durante a Audiência, o professor Jarele Rocha, que é da religião do Candomblé, questionou a presença da Bíblia na Mesa diretora e ausência de elementos que representam outras crenças, com isso solicitou a retirada do item da religião cristã. "Chego na Câmara de Vereadores, um homem gay, negro, candomblecista, o que tenho à frente da mesa? Uma Bíblia. Onde está a laicidade da Câmara de Vereadores? Eu, enquanto candomblecista também quero uma representação do povo de terreiro dentro dessa Casa. Porque a religião Cristã é privilegiada? Todo respeito à Igreja Católica, é a religião onde eu nasci, mas nós queremos respeito e queremos direitos iguais para todos, e enquanto componente do movimento negro solicito que seja feita a retirada desta Bíblia, de crucifixos e de elementos cristãos dessa Casa porque essa Casa é laica, e se não representa todos os movimentos e todos os povos, então ela não deve representar nenhum".



A fala foi comentada pela vereadora Deca da Bela Vista, que lamentou o episódio. "Fiquei muito triste e passei a noite sem dormir. Teve uma audiência pública nessa Casa e não pude comparecer porque tinha outro compromisso, e fiquei muito triste com a fala de um cidadão nessa Tribuna pedindo que retire a Bíblia daqui da Câmara de Vereadores. Acho isso um absurdo, uma falta de respeito, não é com a população, é com Deus, porque Deus só existe um, um digno de louvor e adoração, o que criou o céu e a terra".


Diante da situação, a vereadores solicitou uma nota de repúdio. "Ele foi infeliz com a fala dele, e peço aqui uma Nota de Repúdio contra a fala do cidadão porque Deus é Deus e não existe outra Bíblia".


O presidente da Câmara de Vereadores, Alex da Saúde, afirmou que os elementos serão mantidos na Casa. "Tivemos uma fala em relação aos símbolos dessa Casa e de outras Casas Legislativas, que são os simbolos da Bíblia e do crucifixo. No primeiro momento, no primeiro dia de trabalho fizemos um convite ecumênico, respeitando aqui todas as opiniões das religiões, para que elas trouxessem a mensagem de paz para essa Casa, mas o pedido que foi feito, não de uma forma de capricho, mas enquanto eu estiver sentado na cadeira de Presidente desta Casa, que eu estou presidente e que foi constituído pelos 17 vereadores, esses símbolos vão continuar onde estão, respeitando a opinião de todos".

Anuncie Aqui 2.png